sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Desde que eu e meu marido nos conhecemos, há 17 anos, que frequentamos Itaipava. De lá para cá muitos restaurantes fecharam e outros novos abriram, alguns lamentamos muito como o "Imperio do Sonho", que era uma padaria/bistro/restaurante, com comidinhas especiais, pães maravilhosos, sanduiches excelentes, sopas e café da manhã. Alguns continuam abertos até hoje como o "Parrô do Valentim", o mais antigo de todos e continua com muito sucesso. Outro novos apareceram como o "Il Pergino", que em nossa opinião é o melhor restaurante de Itaipava sob a maestria do chef Sormany Justen.
Mexendo em meus livros de culinária, que não são poucos, encontrei o livro do Festival de Inverno Gourmet de 2006 de Petropolis, nele cada chef dos principais restaurantes da região apresentaram um prato. Do Il Perugino o prato é "Stracotto all Chianti", que ja comemos lá e vem servido com um delicioso nhoque de batata baroa(mandioquinha).
SIMPLESMENTE DELICIOSO!!
Então, aqui está a receita:
STRACOTTO ALL CHIANTI

Ingredientes:

  • 2 kg de peito de boi
  • 2 copos de vinho tinto chianti
  • 20 g de alho
  • 10 g de cominho
  • 10 g de noz moscada
  • 100 g de cenoura picada
  • 100 g de cebola picada
  • 100 g de aipo picado
  • sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:

Deixar a carne banhada no tempero por 24 horas, depois levar para assar, regando com o tempero, por 3 horas à 150° aproximadamente. Retirar a carne da assadeira e aproveitar a crosta do fundo da assadeira colocando um copo d´água e levar assadeira ao fogo mexendo até soltar todo o fundo. Coar este liquido, engrossar com maizena ou farinha e servir sobre a carne fatiada.

GNOCCHI DE BATATA BAROA

Ingredientes:

  • 800 g de batata baroa cozida com casca
  • 200 g de farinha de trigo
  • 80 g de queijo parmesão
  • sal, pimenta e noz moscada a gosto

Modo de preparo:

Tirar a casca da batata baroa e passar no espreemedor com ela ainda quente. Acrescentar a farinha, o queijo e as especiarias misturando gentilmente, depois abrir a massa, enrolar e cortar em 1 cm cada pedaço. Depois de cozinhar em água fervendo, passar na frigideira com manteiga.

20:20 Neyma
Desde que eu e meu marido nos conhecemos, há 17 anos, que frequentamos Itaipava. De lá para cá muitos restaurantes fecharam e outros novos abriram, alguns lamentamos muito como o "Imperio do Sonho", que era uma padaria/bistro/restaurante, com comidinhas especiais, pães maravilhosos, sanduiches excelentes, sopas e café da manhã. Alguns continuam abertos até hoje como o "Parrô do Valentim", o mais antigo de todos e continua com muito sucesso. Outro novos apareceram como o "Il Pergino", que em nossa opinião é o melhor restaurante de Itaipava sob a maestria do chef Sormany Justen.
Mexendo em meus livros de culinária, que não são poucos, encontrei o livro do Festival de Inverno Gourmet de 2006 de Petropolis, nele cada chef dos principais restaurantes da região apresentaram um prato. Do Il Perugino o prato é "Stracotto all Chianti", que ja comemos lá e vem servido com um delicioso nhoque de batata baroa(mandioquinha).
SIMPLESMENTE DELICIOSO!!
Então, aqui está a receita:
STRACOTTO ALL CHIANTI

Ingredientes:

  • 2 kg de peito de boi
  • 2 copos de vinho tinto chianti
  • 20 g de alho
  • 10 g de cominho
  • 10 g de noz moscada
  • 100 g de cenoura picada
  • 100 g de cebola picada
  • 100 g de aipo picado
  • sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:

Deixar a carne banhada no tempero por 24 horas, depois levar para assar, regando com o tempero, por 3 horas à 150° aproximadamente. Retirar a carne da assadeira e aproveitar a crosta do fundo da assadeira colocando um copo d´água e levar assadeira ao fogo mexendo até soltar todo o fundo. Coar este liquido, engrossar com maizena ou farinha e servir sobre a carne fatiada.

GNOCCHI DE BATATA BAROA

Ingredientes:

  • 800 g de batata baroa cozida com casca
  • 200 g de farinha de trigo
  • 80 g de queijo parmesão
  • sal, pimenta e noz moscada a gosto

Modo de preparo:

Tirar a casca da batata baroa e passar no espreemedor com ela ainda quente. Acrescentar a farinha, o queijo e as especiarias misturando gentilmente, depois abrir a massa, enrolar e cortar em 1 cm cada pedaço. Depois de cozinhar em água fervendo, passar na frigideira com manteiga.

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Estas são algumas das sobremesas que fizemos no aniversario de meu pai: Torta de maçã, mousse de chocolate e falsa cassata, todas há mais de 30 anos na família, receitas provadas, aprovadas e comprovadas por varios aniversarios de uma família que não é pequena.
Aí vão as receitas:
APROVEITEM!!! VALE A PENA!!

MOUSSE DE CHOCOLATE

Esta receita era feita por minha irmã que hoje mora nos EUA, e a chamávamos de Mousse da Neysa, ela era especialista em tudo que tivesse chocolate e fazia coisas maravilhosas nesta época de Brasília. Acho que esta foi a época mais rica e fértil da família em desenvolvimento de receitas e procura de novos sabores, quando já estávamos todas mais crescidas e participávamos mais ativamente dos prazeres da culinária. Agora com a Neysa já distante de nós há tanto tempo, a herdeira da preparação desta mousse nos dias de festa é minha irmã caçula e então, agora, a chamamos de Mousse da Neyva. É realmente especial e muito saborosa, feita com chocolate de verdade e bastante aerada, como deve ser a verdadeira mousse de chocolate.

Bom apetite a todos!! Aliás...quem precisa de apetite para saborear esta mousse! hahaha!!


Beijos a todos!!

Ingredientes:
  • 200g de chocolate meio-amargo
  • 200g de manteiga sem sal
  • 5 ovos (gemas e claras separadas)
  • 1 xícara de açúcar

Modo de preparo:

Derreta o chocolate com a manteiga em banho-maria e reserve. Faça uma gemada batendo, numa batedeira em velocidade máxima, as gemas com o açúcar, até ficar esbranquiçado. Misture o chocolate derretido à gemada até formar uma mistura homogênea. Bata as claras em neve bem firme, (não bata com antecedência para não dar água em baixo) e junte à mistura de chocolate, misturando sem bater. Leve a geladeira por pelo menos 8 horas. Deve ficar firme, bem aerada, mas bem cremosa ao paladar.

HUMMM...DELÍCIA!!

FALSA CASSATA

Esta é sem dúvida a sobremesa preferida das crianças...hoje já não tão crianças. Todos já estão grandes...filhos e sobrinhos, casando e cuidando de suas vidas. De qualquer forma continua sendo a sobremesa preferida de todos, aquela que acaba primeiro e o pirex tem que ser sempre grande.É um pavê que vai ao freezer e é servido congelado como sorvete. Esta receita é anterior à fase de Brasília, pois foi dada a minha mãe por minha madrinha Iris. Realmente muito bom!!


Ingredientes:
  • 1 lata de leite condensado
  • 4 gemas
  • 1 lata de creme de leite bem gelado
  • 2 colheres de sopa de chocolate em pó
  • 250g de biscoito champanhe
  • 8 colheres de sopa de açúcar
  • 1 lata de leite de vaca

Modo de preparo:

Misture o leite condensado com o leite e as gemas e leve ao fogo, mexendo sempre, até engrossar. Reserve. Leve para ferver um copo d´água com o chocolate em pó, deixe esfriar e reserve. Bata as claras em neve com o açúcar até o ponto de suspiro, junte o creme de leite gelado, sem o soro.
Num pirex arrume em camadas, primeiro o creme de leite condensado, sobre ele os biscoitos embebidos no chocolate derretido e aquecido na água, e por cima o suspiro com o creme de leite. Deixe no congelador até o dia seguinte.

TORTA DE MAÇÃ

Esta torta é feita por minha tia, irmã de minha mãe, e ninguém consegue fazer igual a ela, pois ela ensina de boca e que eu saiba não deu a receita para ninguém, como boa escorpiana...não gosta de partilhar seus segredos. Por isso, não tenho a receita para dar a voces, mas vou ver se consigo, o problema é que ela não ensina o segredinhos, por exemplo, como a torta dela fica com o leite condensado cozido como um doce de leite e a das outras pessoas que tentam fica mole? Só sei que em baixo tem uma massa tipo podre (um pouco mais durinha), fatias de maçã por cima, leite condensado misturado às gemas e por cima de tudo um suspiro.

Essa vou ficar devendo a vocês, e aguardem!

16:04 Neyma
Estas são algumas das sobremesas que fizemos no aniversario de meu pai: Torta de maçã, mousse de chocolate e falsa cassata, todas há mais de 30 anos na família, receitas provadas, aprovadas e comprovadas por varios aniversarios de uma família que não é pequena.
Aí vão as receitas:
APROVEITEM!!! VALE A PENA!!

MOUSSE DE CHOCOLATE

Esta receita era feita por minha irmã que hoje mora nos EUA, e a chamávamos de Mousse da Neysa, ela era especialista em tudo que tivesse chocolate e fazia coisas maravilhosas nesta época de Brasília. Acho que esta foi a época mais rica e fértil da família em desenvolvimento de receitas e procura de novos sabores, quando já estávamos todas mais crescidas e participávamos mais ativamente dos prazeres da culinária. Agora com a Neysa já distante de nós há tanto tempo, a herdeira da preparação desta mousse nos dias de festa é minha irmã caçula e então, agora, a chamamos de Mousse da Neyva. É realmente especial e muito saborosa, feita com chocolate de verdade e bastante aerada, como deve ser a verdadeira mousse de chocolate.

Bom apetite a todos!! Aliás...quem precisa de apetite para saborear esta mousse! hahaha!!


Beijos a todos!!

Ingredientes:
  • 200g de chocolate meio-amargo
  • 200g de manteiga sem sal
  • 5 ovos (gemas e claras separadas)
  • 1 xícara de açúcar

Modo de preparo:

Derreta o chocolate com a manteiga em banho-maria e reserve. Faça uma gemada batendo, numa batedeira em velocidade máxima, as gemas com o açúcar, até ficar esbranquiçado. Misture o chocolate derretido à gemada até formar uma mistura homogênea. Bata as claras em neve bem firme, (não bata com antecedência para não dar água em baixo) e junte à mistura de chocolate, misturando sem bater. Leve a geladeira por pelo menos 8 horas. Deve ficar firme, bem aerada, mas bem cremosa ao paladar.

HUMMM...DELÍCIA!!

FALSA CASSATA

Esta é sem dúvida a sobremesa preferida das crianças...hoje já não tão crianças. Todos já estão grandes...filhos e sobrinhos, casando e cuidando de suas vidas. De qualquer forma continua sendo a sobremesa preferida de todos, aquela que acaba primeiro e o pirex tem que ser sempre grande.É um pavê que vai ao freezer e é servido congelado como sorvete. Esta receita é anterior à fase de Brasília, pois foi dada a minha mãe por minha madrinha Iris. Realmente muito bom!!


Ingredientes:
  • 1 lata de leite condensado
  • 4 gemas
  • 1 lata de creme de leite bem gelado
  • 2 colheres de sopa de chocolate em pó
  • 250g de biscoito champanhe
  • 8 colheres de sopa de açúcar
  • 1 lata de leite de vaca

Modo de preparo:

Misture o leite condensado com o leite e as gemas e leve ao fogo, mexendo sempre, até engrossar. Reserve. Leve para ferver um copo d´água com o chocolate em pó, deixe esfriar e reserve. Bata as claras em neve com o açúcar até o ponto de suspiro, junte o creme de leite gelado, sem o soro.
Num pirex arrume em camadas, primeiro o creme de leite condensado, sobre ele os biscoitos embebidos no chocolate derretido e aquecido na água, e por cima o suspiro com o creme de leite. Deixe no congelador até o dia seguinte.

TORTA DE MAÇÃ

Esta torta é feita por minha tia, irmã de minha mãe, e ninguém consegue fazer igual a ela, pois ela ensina de boca e que eu saiba não deu a receita para ninguém, como boa escorpiana...não gosta de partilhar seus segredos. Por isso, não tenho a receita para dar a voces, mas vou ver se consigo, o problema é que ela não ensina o segredinhos, por exemplo, como a torta dela fica com o leite condensado cozido como um doce de leite e a das outras pessoas que tentam fica mole? Só sei que em baixo tem uma massa tipo podre (um pouco mais durinha), fatias de maçã por cima, leite condensado misturado às gemas e por cima de tudo um suspiro.

Essa vou ficar devendo a vocês, e aguardem!

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Gosto muito de inventar receitas de acordo com o que tenho na geladeira, no freezer ou na despensa. É um ótimo exercício de criatividade e ao mesmo tempo uma brincadeira bem divertida. Quando faço isso lembro do meu tio Huascar, que apesar de não ter sido muito hábil na cozinha, gostava de fazer isso de vez em quando. Abria a geladeira, tirava tudo, ou quase tudo que tivesse dentro e fazia um mexidão, as combinações mais estranhas e inusitadas. Era uma grande brincadeira que envolvia todos os sobrinhos. Claro que no final...ficava tudo uma delícia!!
Boas lembranças!!
Espero que gostem deste bacalhau!!
Beijos a todos!

Ingredientes:


  • 2 postas de lombo de bacalhau demolhadas

  • 2 cebolas médias em rodelas

  • 6 dentes de alho inteiros

  • 4 colheres de sopa de gergelim

  • 2 colheres de sopa de shoyu

  • 1/2 xícara de azeite

  • azeitonas (opcional)

Modo de preparo:


Forrei o fundo de um refratário com as fatias de cebola e os dentes de alho. Aferventei levemente as posta de bacalhau, sem deixar desmanchar, para que ficassem bem úmidas. Escorri e bezuntei com azeite. Passei as postas no gergelim e arrumei sobre o fundo de cebola e alho. Reguei com o restante do azeite e o shoyu. Levei ao forno bem quente para dourar, sem deixar que o bacalhau ressecasse.


Servi com quinua, cozida de acordo com a embalagem, no lugar do arroz.



Ficou muito bom!!

16:07 Neyma
Gosto muito de inventar receitas de acordo com o que tenho na geladeira, no freezer ou na despensa. É um ótimo exercício de criatividade e ao mesmo tempo uma brincadeira bem divertida. Quando faço isso lembro do meu tio Huascar, que apesar de não ter sido muito hábil na cozinha, gostava de fazer isso de vez em quando. Abria a geladeira, tirava tudo, ou quase tudo que tivesse dentro e fazia um mexidão, as combinações mais estranhas e inusitadas. Era uma grande brincadeira que envolvia todos os sobrinhos. Claro que no final...ficava tudo uma delícia!!
Boas lembranças!!
Espero que gostem deste bacalhau!!
Beijos a todos!

Ingredientes:


  • 2 postas de lombo de bacalhau demolhadas

  • 2 cebolas médias em rodelas

  • 6 dentes de alho inteiros

  • 4 colheres de sopa de gergelim

  • 2 colheres de sopa de shoyu

  • 1/2 xícara de azeite

  • azeitonas (opcional)

Modo de preparo:


Forrei o fundo de um refratário com as fatias de cebola e os dentes de alho. Aferventei levemente as posta de bacalhau, sem deixar desmanchar, para que ficassem bem úmidas. Escorri e bezuntei com azeite. Passei as postas no gergelim e arrumei sobre o fundo de cebola e alho. Reguei com o restante do azeite e o shoyu. Levei ao forno bem quente para dourar, sem deixar que o bacalhau ressecasse.


Servi com quinua, cozida de acordo com a embalagem, no lugar do arroz.



Ficou muito bom!!

terça-feira, 26 de agosto de 2008

Jamie Oliver diz que ingleses não comem bem porque preferem beber

Chef lamenta que Inglaterra tenha perdido sua tradição culinária


Jamie Oliver abriu o verbo contra seus compatriotas. Em entrevista à revista francesa “Paris Match”, o chef e apresentador de TV diz que anda desanimado com seu país, em que pessoas estariam mais interessadas nas bebidas do que em comer bem. Jamie ainda concordou com a afirmação da publicação de que os ingleses não podem saborear a comida direito porque bebem demais.

"É verdadeiro. Historicamente nunca produzimos vinho. Temos uma cultura de álcool e gostamos mais de cerveja: as únicas pessoas que bebem mais do que nós são os irlandeses e os escoceses”, disse.
Ele lembrou ainda que os dias de glória da cozinha britânica ficaram no passado.

"A cozinha britânica já foi semelhante à cozinha italiana atual, sem a massa e risoto. Cozinha de vapor, carne grelhada, ervas, temperos – já usamos isso para cozinhar pratos fabulosos. Agora, é tudo passado! Perdemos nossas tradições”, disse ele amargurado com os rumos da gastronomia em seu país.
RISOTO DE COGUMELOS COM ALHO E TOMILHO
(para 6 pessoas)
Já há alguns anos que assisto os programas do Jamie Oliver e adoro sua influência italiana e a criatividade que usa combinando a cozinha italiana e inglesa, que como ele mesmo diz, não tem muita tradição.
Aproveito então para colocar aqui uma das receitas do livro "Jamie Oliver - O Chef sem segredos", um risoto de cogumelos com alho, tomilho e sal, porque amo risoto e mais ainda cogumelos:
Espero que gostem!!
Ingredientes: ( p/ risoto)
  • 1 litro de caldo (galinha, peixe ou legumes)
  • 1 colher (sopa) de azeite de oliva
  • 2 cebolas médias picadas
  • 1/2 cabeça de salsão (aipo) picada bem fino
  • sal grosso e pimenta do reino moida na hora
  • 400g de arroz para risoto
  • 2 dentes de alho picados
  • 100ml de vermute branco seco ou vinho branco seco
  • 70 ng de manteiga
  • 85/100 g de quijo parmesão fresco ralado
Ingredientes: (p/os cogumelos)
  • 255g de cogumelos (um tipo ou uma combinação deles)
  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • 1 punhado pequeno de tomilho picado
  • 1 dente de alho picado bem fino
  • sal e pimenta do reino moido na hora
  • 1 punhado de salsa picada grosseiramente
  • 1 pitada de chili em pó (opcional)
  • suco de limão
PARA PREPARAÇÃO DA BASE DO RISOTO: Esquente o caldo. Em uma panela separada, aqueça o azeite e adicione a cebola, o salsão e uma pitada de sal. Refogue por 3 minutos. Acrescente o alho e, após 2 minutos, quando os vegetais estiverem tenros, junte o arroz. Aumente o fogo e neste ponto você não pode se afastar da panela. Enquanto estiver mexendo lenta e continuamente, você estará começando a fritar o arroz e, se a temperatura estiver muito alta, diminua um pouco. Você deve manter o arroz em movimento. Depois de 2 ou 3 minutos, ele começará a ficar translúcido à medida que começar a absorver todos os sabores de sua base. Adicione o vermute ou o vinho, sem parar de mexer - o aroma será fantástico! Deixe evaporar o álcool. Assim que o vermute ou vinho for absorvido pelo arroz, acrescente a primeira concha de caldo quente e uma pitada de sal. Abaixe o fogo para uma fervura leve.
PARA PREPARAÇÃO DOS COGUMELOS: Corte os cogumelos em fatias finas. Não cozinhe todos os cogumelos de uma vez - faça em duas ou tres porções. Em uma panela bem quente, aqueça 1 colher de azeite e adicione o cogumelo e o tomilho. Cozinhe por 1 minuto, misture tudo, depois acrescente o alho e uma pitada de sal. (É importante temperar os cogumelos levemente enquanto cozinham.) Deixe ao fogo por mais 2 minutos e, então, prove - se estiverem bem cozidos, acrescente um pouco de salsa, uma pequena pitada de chili em pó e um pouco de suco de limão. Misture de novo, prove mais uma vez. Pique metade dos cogumelos cozidos.
FINALIZAÇÃO DO RISOTO:Depois que você derramar a primeira concha de caldo, acrescente os cogumelos picados. Continue adicionando conchas de caldo, misturando e esperando que cada concha seja absorvida antes de entornar a próxima. Isso leva uns 15 minutos. Experimente o arroz, continue acrescentando até que o arroz esteja tenro, mas com uma leve consistência. Ajuste o tempero. Retire a panela do fogo e adicione o restante dos cogumelos reservados que não foram picados, a manteiga e o parmesão, (reserve um pouco do parmesão para colocar por cima). Misture delicadamente. Sirva imediatamente, enquanto ainda conserva a textura umedecida.
Sirva sozinho ou com uma salada verde e um pedaço de pão crocante. Lindo! E alguém duvida que é delicioso?!!
18:09 Neyma
Jamie Oliver diz que ingleses não comem bem porque preferem beber

Chef lamenta que Inglaterra tenha perdido sua tradição culinária


Jamie Oliver abriu o verbo contra seus compatriotas. Em entrevista à revista francesa “Paris Match”, o chef e apresentador de TV diz que anda desanimado com seu país, em que pessoas estariam mais interessadas nas bebidas do que em comer bem. Jamie ainda concordou com a afirmação da publicação de que os ingleses não podem saborear a comida direito porque bebem demais.

"É verdadeiro. Historicamente nunca produzimos vinho. Temos uma cultura de álcool e gostamos mais de cerveja: as únicas pessoas que bebem mais do que nós são os irlandeses e os escoceses”, disse.
Ele lembrou ainda que os dias de glória da cozinha britânica ficaram no passado.

"A cozinha britânica já foi semelhante à cozinha italiana atual, sem a massa e risoto. Cozinha de vapor, carne grelhada, ervas, temperos – já usamos isso para cozinhar pratos fabulosos. Agora, é tudo passado! Perdemos nossas tradições”, disse ele amargurado com os rumos da gastronomia em seu país.
RISOTO DE COGUMELOS COM ALHO E TOMILHO
(para 6 pessoas)
Já há alguns anos que assisto os programas do Jamie Oliver e adoro sua influência italiana e a criatividade que usa combinando a cozinha italiana e inglesa, que como ele mesmo diz, não tem muita tradição.
Aproveito então para colocar aqui uma das receitas do livro "Jamie Oliver - O Chef sem segredos", um risoto de cogumelos com alho, tomilho e sal, porque amo risoto e mais ainda cogumelos:
Espero que gostem!!
Ingredientes: ( p/ risoto)
  • 1 litro de caldo (galinha, peixe ou legumes)
  • 1 colher (sopa) de azeite de oliva
  • 2 cebolas médias picadas
  • 1/2 cabeça de salsão (aipo) picada bem fino
  • sal grosso e pimenta do reino moida na hora
  • 400g de arroz para risoto
  • 2 dentes de alho picados
  • 100ml de vermute branco seco ou vinho branco seco
  • 70 ng de manteiga
  • 85/100 g de quijo parmesão fresco ralado
Ingredientes: (p/os cogumelos)
  • 255g de cogumelos (um tipo ou uma combinação deles)
  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • 1 punhado pequeno de tomilho picado
  • 1 dente de alho picado bem fino
  • sal e pimenta do reino moido na hora
  • 1 punhado de salsa picada grosseiramente
  • 1 pitada de chili em pó (opcional)
  • suco de limão
PARA PREPARAÇÃO DA BASE DO RISOTO: Esquente o caldo. Em uma panela separada, aqueça o azeite e adicione a cebola, o salsão e uma pitada de sal. Refogue por 3 minutos. Acrescente o alho e, após 2 minutos, quando os vegetais estiverem tenros, junte o arroz. Aumente o fogo e neste ponto você não pode se afastar da panela. Enquanto estiver mexendo lenta e continuamente, você estará começando a fritar o arroz e, se a temperatura estiver muito alta, diminua um pouco. Você deve manter o arroz em movimento. Depois de 2 ou 3 minutos, ele começará a ficar translúcido à medida que começar a absorver todos os sabores de sua base. Adicione o vermute ou o vinho, sem parar de mexer - o aroma será fantástico! Deixe evaporar o álcool. Assim que o vermute ou vinho for absorvido pelo arroz, acrescente a primeira concha de caldo quente e uma pitada de sal. Abaixe o fogo para uma fervura leve.
PARA PREPARAÇÃO DOS COGUMELOS: Corte os cogumelos em fatias finas. Não cozinhe todos os cogumelos de uma vez - faça em duas ou tres porções. Em uma panela bem quente, aqueça 1 colher de azeite e adicione o cogumelo e o tomilho. Cozinhe por 1 minuto, misture tudo, depois acrescente o alho e uma pitada de sal. (É importante temperar os cogumelos levemente enquanto cozinham.) Deixe ao fogo por mais 2 minutos e, então, prove - se estiverem bem cozidos, acrescente um pouco de salsa, uma pequena pitada de chili em pó e um pouco de suco de limão. Misture de novo, prove mais uma vez. Pique metade dos cogumelos cozidos.
FINALIZAÇÃO DO RISOTO:Depois que você derramar a primeira concha de caldo, acrescente os cogumelos picados. Continue adicionando conchas de caldo, misturando e esperando que cada concha seja absorvida antes de entornar a próxima. Isso leva uns 15 minutos. Experimente o arroz, continue acrescentando até que o arroz esteja tenro, mas com uma leve consistência. Ajuste o tempero. Retire a panela do fogo e adicione o restante dos cogumelos reservados que não foram picados, a manteiga e o parmesão, (reserve um pouco do parmesão para colocar por cima). Misture delicadamente. Sirva imediatamente, enquanto ainda conserva a textura umedecida.
Sirva sozinho ou com uma salada verde e um pedaço de pão crocante. Lindo! E alguém duvida que é delicioso?!!
Comi este feijão vermelho pela primeira vez em Itaipava, comprado no Mercado Municipal de lá (um parque de diversões para quem gosta de cozinhar), mais tarde descobri que em supermercados do Rio de Janeiro podemos encontrar este feijão em pacotes de meio quilo. Para mim é o mais gostoso de todos, macio, sabor suave, cozimento rápido.
Sempre fazemos esta feijoada quando temos visita em Itaipava, então aproveitei o aniversario de meu pai para apresentar este feijão à família que veio de vários lugares do Brasil. Foi o maior sucesso! Vale a pena experimentar!!!
Espero que gostem.
Beijos a todos


Ingredientes:


  • 4 kg de feijão vermelho

  • 1 kg de dobradinha

  • 10 paios

  • 3 linguiças portuguesas

  • 1 kg de patinho

  • 1 kg de carne seca

  • 1 kg de lombo salgado

  • 1 kg de costela defumada

  • 1/2 kg de linguiça de porco fina

  • 1/2 kg de linguiça de frango fina

  • 1/2 kg de bacon picadinho

  • 2 cabeças de alho picadas

  • 4 cebolas picadas

  • 8 folhas de louro

Modo de preparo:


Dois dias antes colocar as carnes salgadas de molho em água fria, trocando a água pelo menos duas vezes ao dia. No dia cozinhar a dobradinha em panela de pressão por 1 hora, após este tempo lavar bem em água corrente e acrescentar 1/2 copo de vinagre branco. Reservar.

Levar para uma panela grande o feijão, o louro e todas as carnes cortadas em pedaços médios (as carnes mais duras podem ser pré-cozidas em panela de pressão - lombo e carne seca) e deixar cozinhar o tempo necessário até o feijão estar macio e o caldo grosso (este feijão não demora muito a cozinhar).

Para o tempero, em uma frigideira grande e funda frite o bacon cortado em cubinhos em sua propria gordura, acrescente a cebola e quando estiver começando a dourar acrescente o alho e deixe tudo dourar. Juntar ao feijão já cozido, aproveitando inclusive o queimadinho que fica no fundo da frigideira, passando um pouquinho de água. Não precisa acrescentar sal, pois o resto de sal das carnes é suficiente.

Servir com couve cortada bem fininha, assustada em frigideira, com alho e óleo; farofa de cebola; laranja e arroz branco.

HUMMM...Uma delícia!!!

13:14 Neyma
Comi este feijão vermelho pela primeira vez em Itaipava, comprado no Mercado Municipal de lá (um parque de diversões para quem gosta de cozinhar), mais tarde descobri que em supermercados do Rio de Janeiro podemos encontrar este feijão em pacotes de meio quilo. Para mim é o mais gostoso de todos, macio, sabor suave, cozimento rápido.
Sempre fazemos esta feijoada quando temos visita em Itaipava, então aproveitei o aniversario de meu pai para apresentar este feijão à família que veio de vários lugares do Brasil. Foi o maior sucesso! Vale a pena experimentar!!!
Espero que gostem.
Beijos a todos


Ingredientes:


  • 4 kg de feijão vermelho

  • 1 kg de dobradinha

  • 10 paios

  • 3 linguiças portuguesas

  • 1 kg de patinho

  • 1 kg de carne seca

  • 1 kg de lombo salgado

  • 1 kg de costela defumada

  • 1/2 kg de linguiça de porco fina

  • 1/2 kg de linguiça de frango fina

  • 1/2 kg de bacon picadinho

  • 2 cabeças de alho picadas

  • 4 cebolas picadas

  • 8 folhas de louro

Modo de preparo:


Dois dias antes colocar as carnes salgadas de molho em água fria, trocando a água pelo menos duas vezes ao dia. No dia cozinhar a dobradinha em panela de pressão por 1 hora, após este tempo lavar bem em água corrente e acrescentar 1/2 copo de vinagre branco. Reservar.

Levar para uma panela grande o feijão, o louro e todas as carnes cortadas em pedaços médios (as carnes mais duras podem ser pré-cozidas em panela de pressão - lombo e carne seca) e deixar cozinhar o tempo necessário até o feijão estar macio e o caldo grosso (este feijão não demora muito a cozinhar).

Para o tempero, em uma frigideira grande e funda frite o bacon cortado em cubinhos em sua propria gordura, acrescente a cebola e quando estiver começando a dourar acrescente o alho e deixe tudo dourar. Juntar ao feijão já cozido, aproveitando inclusive o queimadinho que fica no fundo da frigideira, passando um pouquinho de água. Não precisa acrescentar sal, pois o resto de sal das carnes é suficiente.

Servir com couve cortada bem fininha, assustada em frigideira, com alho e óleo; farofa de cebola; laranja e arroz branco.

HUMMM...Uma delícia!!!

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

TORRADINHAS DE QUEIJO COM CEBOLA
Esta torradinha sempre foi presença obrigatória em todas as festas da família, nem consigo me lembrar quando foi a primeira vez que experimentei esta DELÍCIA, em meus aniversários e de meus filhos...lá se vão muitos anos. Esta receita nunca deixei de fazer por ser rapida, prática, muito deliciosa (mesmo quem não gosta de cebola, como minha mãe, adora quando experimenta) e agrada a todos.

Ingredientes:
  • 1 pão de forma sem casca cortado em quadradinhos (cada fatia em quatro)
  • 1 cebola grande bem picadinha
  • 1 pacote de 100g de queijo parmesão ralado
  • 1 vidro médio de maionese

Modo de preparo:
Misturar todos os ingredientes, passar generosamente sobre os quadradinhos de pão e levar ao forno médio/alto pre-aquecido até dourar por cima.
Pode ser preparado com antecedência e levar ao forno pouco antes de servir. Deve ser servido assim que sair do forno.
UMA DELÍCIA!!

MOUSSE DE GORGONZOLA



Ingredientes:

  • 1 lata de creme de leite
  • 100 g de queijo gorgonzola
  • 1/2 lata de leite
  • 1 envelope de gelatina em pó sem sabor (dissolvida conforme instruções da embalagem)

Modo de preparo:

Bater no liquidificador o creme de leite, o leite e o queijo. Acrescentar a gelatina dissolvida e bater mais um pouco.Colocar em forma com furo no meio, untada com óleo ou azeite e levar a geladeira até endurecer.Sirva com biscoitos salgados ou torradinhas.

MOUSSE DE TOMATE SECO

Ingredientes:
  • 1 vidro pequeno de maionese
  • 1 copo pequeno de requeijão
  • 1 copo pequeno de leite
  • 50 g de tomate seco
  • 1 envelope de gelatina em pó sem sabor (dissolvida conforme as instruções)

Modo de preparo:
Bater no liquidificador o tomate seco, a maionese, o leite e o requeijão. Acrescentar a gelatina dissolvida e bater mais um pouco. Colocar em forma de furo no meio untada com oleo ou azeite e levar a geladeira até endurecer. De preferencia preparar um dia antes.


SANDUÍCHE GELADO DE ATUM COM AMEIXA

Ingredientes:
  • 1 pão de forma cortado na horizontal e sem casca
  • 1 xícara de leite
  • 3 lata de atum light
  • 1 vidro médio de maiones
  • 1 molho de cheiro verde
  • 100 g de ameixa seca sem caroço
  • batata palha para acompanhar

Modo de preparo:
Amassar o atum com um garfo, misturar metade da maionese e o cheiro verde bem picadinho. Reservar. Deixar as ameixas de molho de um dia para o outro para hidratar ou aferventar ligeiramente para que amoleçam. Bater as ameixas no liquidificador,até formar uma pasta, caso haja necessidade acrescente um pouco mais de água. Reservar. Para montar, umedeça cada fatia de pão com o leite e vá fazendo camadas alternadas de pasta de atum, pão e pasta de ameixa. Cobrir com o restante da maionese e enfeite com batata palha. É uma combinação surpreendente!!

22:43 Neyma
TORRADINHAS DE QUEIJO COM CEBOLA
Esta torradinha sempre foi presença obrigatória em todas as festas da família, nem consigo me lembrar quando foi a primeira vez que experimentei esta DELÍCIA, em meus aniversários e de meus filhos...lá se vão muitos anos. Esta receita nunca deixei de fazer por ser rapida, prática, muito deliciosa (mesmo quem não gosta de cebola, como minha mãe, adora quando experimenta) e agrada a todos.

Ingredientes:
  • 1 pão de forma sem casca cortado em quadradinhos (cada fatia em quatro)
  • 1 cebola grande bem picadinha
  • 1 pacote de 100g de queijo parmesão ralado
  • 1 vidro médio de maionese

Modo de preparo:
Misturar todos os ingredientes, passar generosamente sobre os quadradinhos de pão e levar ao forno médio/alto pre-aquecido até dourar por cima.
Pode ser preparado com antecedência e levar ao forno pouco antes de servir. Deve ser servido assim que sair do forno.
UMA DELÍCIA!!

MOUSSE DE GORGONZOLA



Ingredientes:

  • 1 lata de creme de leite
  • 100 g de queijo gorgonzola
  • 1/2 lata de leite
  • 1 envelope de gelatina em pó sem sabor (dissolvida conforme instruções da embalagem)

Modo de preparo:

Bater no liquidificador o creme de leite, o leite e o queijo. Acrescentar a gelatina dissolvida e bater mais um pouco.Colocar em forma com furo no meio, untada com óleo ou azeite e levar a geladeira até endurecer.Sirva com biscoitos salgados ou torradinhas.

MOUSSE DE TOMATE SECO

Ingredientes:
  • 1 vidro pequeno de maionese
  • 1 copo pequeno de requeijão
  • 1 copo pequeno de leite
  • 50 g de tomate seco
  • 1 envelope de gelatina em pó sem sabor (dissolvida conforme as instruções)

Modo de preparo:
Bater no liquidificador o tomate seco, a maionese, o leite e o requeijão. Acrescentar a gelatina dissolvida e bater mais um pouco. Colocar em forma de furo no meio untada com oleo ou azeite e levar a geladeira até endurecer. De preferencia preparar um dia antes.


SANDUÍCHE GELADO DE ATUM COM AMEIXA

Ingredientes:
  • 1 pão de forma cortado na horizontal e sem casca
  • 1 xícara de leite
  • 3 lata de atum light
  • 1 vidro médio de maiones
  • 1 molho de cheiro verde
  • 100 g de ameixa seca sem caroço
  • batata palha para acompanhar

Modo de preparo:
Amassar o atum com um garfo, misturar metade da maionese e o cheiro verde bem picadinho. Reservar. Deixar as ameixas de molho de um dia para o outro para hidratar ou aferventar ligeiramente para que amoleçam. Bater as ameixas no liquidificador,até formar uma pasta, caso haja necessidade acrescente um pouco mais de água. Reservar. Para montar, umedeça cada fatia de pão com o leite e vá fazendo camadas alternadas de pasta de atum, pão e pasta de ameixa. Cobrir com o restante da maionese e enfeite com batata palha. É uma combinação surpreendente!!

(foto:http://guiadepetropolis.com)
Para quem não conhece, Itaipava (em tupi-guarani significa "pedra que chora") é um Distrito de Petrópolis, região Serrana do Rio de Janeiro, paraíso da boa comida, clima maravilhoso, o friozinho que eu adoro e não encontramos no Rio de Janeiro.
Nestas duas últimas semanas fiquei por lá, foi aniversario de meu pai, 80 anos, e comemoramos com um delicioso almoço em familia. Aproveitei a presença de minha mãe para relembrar aquela receitas que eu não comia há muito tempo...hummmm.....!!!
O cardapio do almoço foi feijoada de feijão vermelho, quem nunca experimentou não pode deixar de fazer, é muito bom, com aqueles acompanhamentos de praxe: arroz, couve,...
E as sobremesas...ai, ai, foram cinco: Musse de chocolate (aquela de verdade...uma delicia há mais de vinte anos na família), gelatina de abacaxi ( minha mãe fazia muito, desde a época de Brasília, a preferida de meu irmão), torta de maçã da tia Irinéa (ninguém consegue fazer igual a ela), Falsa Cassata (um clássico em todas as festas de familia e a preferencia das crianças) e doce de banana em rodelinhas (minha avó fazia como ninguém, ai que saudade!!).
De entradinha fizemos torradinhas de queijo com cebola, mousse de gorgonzola (facinha e uma delicia) , de tomate seco e sanduiche gelado de atum com ameixa (Nossa! vale a pena experimentar).
Voces não imaginam como foi delicioso resgatar todos esses sabores nestas duas semanas com meus pais em Itaipava, quantas lembranças, principalmente da minha vózinha.
Prometo colocar todas as receitas aqui, compartilhar com vcs estas delicias.
Beijos a todos,

18:11 Neyma
(foto:http://guiadepetropolis.com)
Para quem não conhece, Itaipava (em tupi-guarani significa "pedra que chora") é um Distrito de Petrópolis, região Serrana do Rio de Janeiro, paraíso da boa comida, clima maravilhoso, o friozinho que eu adoro e não encontramos no Rio de Janeiro.
Nestas duas últimas semanas fiquei por lá, foi aniversario de meu pai, 80 anos, e comemoramos com um delicioso almoço em familia. Aproveitei a presença de minha mãe para relembrar aquela receitas que eu não comia há muito tempo...hummmm.....!!!
O cardapio do almoço foi feijoada de feijão vermelho, quem nunca experimentou não pode deixar de fazer, é muito bom, com aqueles acompanhamentos de praxe: arroz, couve,...
E as sobremesas...ai, ai, foram cinco: Musse de chocolate (aquela de verdade...uma delicia há mais de vinte anos na família), gelatina de abacaxi ( minha mãe fazia muito, desde a época de Brasília, a preferida de meu irmão), torta de maçã da tia Irinéa (ninguém consegue fazer igual a ela), Falsa Cassata (um clássico em todas as festas de familia e a preferencia das crianças) e doce de banana em rodelinhas (minha avó fazia como ninguém, ai que saudade!!).
De entradinha fizemos torradinhas de queijo com cebola, mousse de gorgonzola (facinha e uma delicia) , de tomate seco e sanduiche gelado de atum com ameixa (Nossa! vale a pena experimentar).
Voces não imaginam como foi delicioso resgatar todos esses sabores nestas duas semanas com meus pais em Itaipava, quantas lembranças, principalmente da minha vózinha.
Prometo colocar todas as receitas aqui, compartilhar com vcs estas delicias.
Beijos a todos,

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Aqui em Itaipava temos um Mercado Municipal, que é o paraíso para os admiradores da qualidade alimentar, produtos fresquissimos, todos da região, legumes, grãos, frutas, verduras, trutas, frango caipira, pães, doces...ai...uma maravilha!!

Sempre compramos feijão vermelho e é dele que fazemos a feijoada por aqui, ou um simples feijãozinho da Serra, com linguiça defumada de frango, também do Mercado Municipal.

Não precisa muita coisa para ele ficar bem gostosinho, apenas um temperinho de alho...hum...delícia!!


Vamos a receita, bem simplinha, mas o sabor...MARAVILHOSO!!


Ingredientes:

  • 500g de feijão vermelho
  • 300g de linguiça defumada de frango
  • 6 dentes de alho
  • 3 colheres de sopa de oleo de milho/canola
  • sal a gosto

Modo de preparo:

Cozinhar o feijão em panela de pressão junto com a linguiça, cortada em pedaços. Depois de cozido temperar com o alho frito no oleo e colocar sal a gosto.

Simples e gostoso!

21:18 Neyma
Aqui em Itaipava temos um Mercado Municipal, que é o paraíso para os admiradores da qualidade alimentar, produtos fresquissimos, todos da região, legumes, grãos, frutas, verduras, trutas, frango caipira, pães, doces...ai...uma maravilha!!

Sempre compramos feijão vermelho e é dele que fazemos a feijoada por aqui, ou um simples feijãozinho da Serra, com linguiça defumada de frango, também do Mercado Municipal.

Não precisa muita coisa para ele ficar bem gostosinho, apenas um temperinho de alho...hum...delícia!!


Vamos a receita, bem simplinha, mas o sabor...MARAVILHOSO!!


Ingredientes:

  • 500g de feijão vermelho
  • 300g de linguiça defumada de frango
  • 6 dentes de alho
  • 3 colheres de sopa de oleo de milho/canola
  • sal a gosto

Modo de preparo:

Cozinhar o feijão em panela de pressão junto com a linguiça, cortada em pedaços. Depois de cozido temperar com o alho frito no oleo e colocar sal a gosto.

Simples e gostoso!

domingo, 17 de agosto de 2008

Em nossa família sempre tivemos uma disputa velada sobre quem fazia o melhor ou qual era o pudim favorito, que e´feito de diversas formas, com creme de leite, sem creme de leite, com leite ou sem leite, com muitos ovos ou apenas um, em banho maria no fogo do fogão, em banho maria no forno, em forma fechada ou aberta, mais moreninho ou mais branquinho, caramelado feito com água ou sem água...UFA!! São muitas versões diferentes, mas todos saborosos.

Na semana passada quando meus pais chegaram de Uberlândia, fomos almoçar na Tia Irinéa, irmã de minha mãe. O cardapio foi galinha ao molho pardo, delicioso, um dos mais gostosos que ja comi e de sobremesa minha prima Monica fez o pudim de leite condensado na versão dela, ficou muito bom, não muito doce, como eu gosto, apesar do meu preferido ser o que minha outra tia, Glorinha, faz.

Aqui vai a receita de minha prima:


Ingredientes:

  • 1 lata de leite condensado
  • 1 lata de creme de leite
  • 1 lata medida de leite
  • 1 ovo
  • 1 colher de sopa de maizena

Modo de preparo:

Bater todos os ingredientes no liquidificador, passar para uma forma de buraco no meio caramelizada com açucar queimado e levar ao forno médio em banho-maria, até dourar e ficar firme.

Muito bom! Espero que gostem!!

Beijos a todos!

17:07 Neyma
Em nossa família sempre tivemos uma disputa velada sobre quem fazia o melhor ou qual era o pudim favorito, que e´feito de diversas formas, com creme de leite, sem creme de leite, com leite ou sem leite, com muitos ovos ou apenas um, em banho maria no fogo do fogão, em banho maria no forno, em forma fechada ou aberta, mais moreninho ou mais branquinho, caramelado feito com água ou sem água...UFA!! São muitas versões diferentes, mas todos saborosos.

Na semana passada quando meus pais chegaram de Uberlândia, fomos almoçar na Tia Irinéa, irmã de minha mãe. O cardapio foi galinha ao molho pardo, delicioso, um dos mais gostosos que ja comi e de sobremesa minha prima Monica fez o pudim de leite condensado na versão dela, ficou muito bom, não muito doce, como eu gosto, apesar do meu preferido ser o que minha outra tia, Glorinha, faz.

Aqui vai a receita de minha prima:


Ingredientes:

  • 1 lata de leite condensado
  • 1 lata de creme de leite
  • 1 lata medida de leite
  • 1 ovo
  • 1 colher de sopa de maizena

Modo de preparo:

Bater todos os ingredientes no liquidificador, passar para uma forma de buraco no meio caramelizada com açucar queimado e levar ao forno médio em banho-maria, até dourar e ficar firme.

Muito bom! Espero que gostem!!

Beijos a todos!

sábado, 16 de agosto de 2008

Gente!
Este frango é MUITO prático, MUITO rápido e MUITO gostoso.
Receita da época de Brasília, já tem pelo menos 30 anos na família. Depois de muitos anos, voltei a fazê-la no ano passado e meu marido AMOU!
Muito bom para quando recebemos visitas para o almoço ou jantar, além de ser light, pois não leva gordura nenhuma. Acompanhado de arroz e uma farofinha é uma refeição completa.
Espero que gostem!
Beijos a todos


Ingredientes:

  • 1 frango cortado em pedaços (de1,5 a 2kg) s/ pele
  • 1 pacote de sopa de cebola
  • 1 garrafa de suco de tomate
  • 1 lata de milho em conserva
  • 1 vidro pequeno de champignon em conserva
  • 1 lata de seleta de legumes

Modo de preparo:

Num refratário misturar a sopa de cebola, o suco de tomates e o milho, ervilha e champignon com as aguas das conservas.

Colocar os pedaços de frango no molho que foi misturado no refratario e levar ao forno medio até dourar e secar um pouco a água.

Servir com arroz branco e farofa. Uma delícia!!

15:03 Neyma
Gente!
Este frango é MUITO prático, MUITO rápido e MUITO gostoso.
Receita da época de Brasília, já tem pelo menos 30 anos na família. Depois de muitos anos, voltei a fazê-la no ano passado e meu marido AMOU!
Muito bom para quando recebemos visitas para o almoço ou jantar, além de ser light, pois não leva gordura nenhuma. Acompanhado de arroz e uma farofinha é uma refeição completa.
Espero que gostem!
Beijos a todos


Ingredientes:

  • 1 frango cortado em pedaços (de1,5 a 2kg) s/ pele
  • 1 pacote de sopa de cebola
  • 1 garrafa de suco de tomate
  • 1 lata de milho em conserva
  • 1 vidro pequeno de champignon em conserva
  • 1 lata de seleta de legumes

Modo de preparo:

Num refratário misturar a sopa de cebola, o suco de tomates e o milho, ervilha e champignon com as aguas das conservas.

Colocar os pedaços de frango no molho que foi misturado no refratario e levar ao forno medio até dourar e secar um pouco a água.

Servir com arroz branco e farofa. Uma delícia!!

Esta torta entrou recentemente para a família, a cerca de um ano, e tem sido um sucesso garantido, pelo sabor, rapidez e praticidade. Há algum tempo minha mãe vem falando desta torta, então aproveitei que ela esta no Rio para aprender a fazê-la.
Muito rápida e prática, veja só
:



Torta de queijo

massa:

  • 1 xícara de farinha de trigo
  • 100g de margarina

recheio:

  • 1 copo de requeijão
  • 2 ovos
  • 100 g de queijo ralado
  • 100g de muzzarella ralada

modo de preparo:

Amasse a farinha com a margarina e forre uma forma de quiche ou um refratário.
À parte batas os ovos, clara e gema juntos, junte o requeijão e os queijos. Leve para assar em forno médio até dourar.


Espero que gostem

Beijos a todos

12:35 Neyma
Esta torta entrou recentemente para a família, a cerca de um ano, e tem sido um sucesso garantido, pelo sabor, rapidez e praticidade. Há algum tempo minha mãe vem falando desta torta, então aproveitei que ela esta no Rio para aprender a fazê-la.
Muito rápida e prática, veja só
:



Torta de queijo

massa:

  • 1 xícara de farinha de trigo
  • 100g de margarina

recheio:

  • 1 copo de requeijão
  • 2 ovos
  • 100 g de queijo ralado
  • 100g de muzzarella ralada

modo de preparo:

Amasse a farinha com a margarina e forre uma forma de quiche ou um refratário.
À parte batas os ovos, clara e gema juntos, junte o requeijão e os queijos. Leve para assar em forno médio até dourar.


Espero que gostem

Beijos a todos

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Há mais ou menos 2 anos, vi Ana Maria Braga fazendo esta receita e achei bem interessante. Resolvi fazer em Itaipava pois tem tudo a ver com friozinho e foi uma grande suspresa, como é saborosa esta feijoada, tem o sabor marcante do frango defumado e é leve ao mesmo tempo. Um sabor surpreendentemente delicioso, facil de fazer, vale a pena experimentar.

Espero que gostem.

Beijos para todos.


Ingredientes-

  • 3 1/2 litros de água
  • 1 kg de feijão carioquinha
  • pele de 1 frango defumado
  • 1 tablete de caldo de galinha
  • 200 g de bacon cortado em cubinhos
  • 1 cebola grande bem picadinha
  • 3 dentes de alho amassados
  • 250 g de linguiça de frango fresca cortada ao meio
  • 1 frango defumado cortado nas juntas, sem a pele (reserve a pele)
  • 300g de peito de chester defumado cortado em cubos grandes
  • 1 xícara de cheiro verde picado
  • sal a gosto

Modo de Preparo:

Numa panela de pressão água coloque feijão carioquinha, pele de
frango defumado e caldo de galinha e cozinhe por 35 minutos.
Retire a pressão da panela, descarte a pele de frango e reserve o
feijão cozido com o caldo. (o feijão deve ficar bem cozido).
Numa panela em fogo médio, frite bacon cortado em cubinhos até
soltar toda a gordura. Junte cebola picadinha e alho amassado e
deixe até dourar.
Acrescente linguiça de frango fresca cortada ao meio e refogue.
Adicione frango defumado cortado nas juntas sem a pele e peito de
chester defumado cortado em cubos grandes. Misture bem e refogue
por +/- 5 minutos.
Acrescente o feijão com o caldo do cozimento, misture levemente,
tomando cuidado para não desmanchar as carnes. Acrescente
pimenta-dedo-de-moça picada a gosto e deixe ferver por +/- 5
minutos. Acerte o sal. (OBS: Se ficar muito grosso, acrescente
água fervente).
Salpique cheiro verde picado e sirva.
Acompanhamentos: arroz branco, farinha de milho, couve refogada,
abacaxi picado salpicado com cheiros verdes.

12:21 Neyma
Há mais ou menos 2 anos, vi Ana Maria Braga fazendo esta receita e achei bem interessante. Resolvi fazer em Itaipava pois tem tudo a ver com friozinho e foi uma grande suspresa, como é saborosa esta feijoada, tem o sabor marcante do frango defumado e é leve ao mesmo tempo. Um sabor surpreendentemente delicioso, facil de fazer, vale a pena experimentar.

Espero que gostem.

Beijos para todos.


Ingredientes-

  • 3 1/2 litros de água
  • 1 kg de feijão carioquinha
  • pele de 1 frango defumado
  • 1 tablete de caldo de galinha
  • 200 g de bacon cortado em cubinhos
  • 1 cebola grande bem picadinha
  • 3 dentes de alho amassados
  • 250 g de linguiça de frango fresca cortada ao meio
  • 1 frango defumado cortado nas juntas, sem a pele (reserve a pele)
  • 300g de peito de chester defumado cortado em cubos grandes
  • 1 xícara de cheiro verde picado
  • sal a gosto

Modo de Preparo:

Numa panela de pressão água coloque feijão carioquinha, pele de
frango defumado e caldo de galinha e cozinhe por 35 minutos.
Retire a pressão da panela, descarte a pele de frango e reserve o
feijão cozido com o caldo. (o feijão deve ficar bem cozido).
Numa panela em fogo médio, frite bacon cortado em cubinhos até
soltar toda a gordura. Junte cebola picadinha e alho amassado e
deixe até dourar.
Acrescente linguiça de frango fresca cortada ao meio e refogue.
Adicione frango defumado cortado nas juntas sem a pele e peito de
chester defumado cortado em cubos grandes. Misture bem e refogue
por +/- 5 minutos.
Acrescente o feijão com o caldo do cozimento, misture levemente,
tomando cuidado para não desmanchar as carnes. Acrescente
pimenta-dedo-de-moça picada a gosto e deixe ferver por +/- 5
minutos. Acerte o sal. (OBS: Se ficar muito grosso, acrescente
água fervente).
Salpique cheiro verde picado e sirva.
Acompanhamentos: arroz branco, farinha de milho, couve refogada,
abacaxi picado salpicado com cheiros verdes.

domingo, 10 de agosto de 2008

Depois de muito tempo, este ano passei o dia dos pais com meu pai, estavamos com a casa cheia, em Itaipava e como todas as reuniões em nossa familia, muita comida e muitas sobremesas.

O cardápio foi: roastbeef, pure de mandioquinha, bolinho de vagem (um clássico na familia de meu marido), salpicão, salada verde com flores comestíveis, farofa de cebola e arroz branco. De sobremesa tivemos: cuzcuz, creme de bis (que decobri no Blog Aventuras Culinárias), pudim de leite condensado e Espuma de laranja, da qual quero falar hoje.
Espuma de laranja é uma sobremesa clássica na nossa familia, nem sei desde quando me lembro deste paladar, suave, pouco doce que desmancha na boca, uma delícia!


ESPUMA DE LARANJA


ingredientes:
  • 2 xícaras de suco de laranja
  • 1 xícara de açúcar
  • 4 ovos
  • 1 sachê de gelatina em pó incolor
  • 1 lata de creme de leite
modo de preparo:
Ponha o suco de laranja numa panela e reserve, a parte bata as gemas com o açúcar até esbranquiçar. Junte ao suco, acrescente a gelatina e leve ao fogo para engrossar. Retire do fogo e misture as claras em neve. Leve a geladeira para endurecer e então coloque por cima o creme de leite adoçado a gosto.
22:51 Neyma

Depois de muito tempo, este ano passei o dia dos pais com meu pai, estavamos com a casa cheia, em Itaipava e como todas as reuniões em nossa familia, muita comida e muitas sobremesas.

O cardápio foi: roastbeef, pure de mandioquinha, bolinho de vagem (um clássico na familia de meu marido), salpicão, salada verde com flores comestíveis, farofa de cebola e arroz branco. De sobremesa tivemos: cuzcuz, creme de bis (que decobri no Blog Aventuras Culinárias), pudim de leite condensado e Espuma de laranja, da qual quero falar hoje.
Espuma de laranja é uma sobremesa clássica na nossa familia, nem sei desde quando me lembro deste paladar, suave, pouco doce que desmancha na boca, uma delícia!


ESPUMA DE LARANJA


ingredientes:
  • 2 xícaras de suco de laranja
  • 1 xícara de açúcar
  • 4 ovos
  • 1 sachê de gelatina em pó incolor
  • 1 lata de creme de leite
modo de preparo:
Ponha o suco de laranja numa panela e reserve, a parte bata as gemas com o açúcar até esbranquiçar. Junte ao suco, acrescente a gelatina e leve ao fogo para engrossar. Retire do fogo e misture as claras em neve. Leve a geladeira para endurecer e então coloque por cima o creme de leite adoçado a gosto.
Como promessa é dívida, após muitas pesquisas em livros de receitas antigos de minha mãe, encontrei a receita do enroladinho de queijo que comíamos em Brasília, as quartas-feiras quando meu pai ia almoçar em casa...lembram da história, não é?
Pois bem, encontrei a receita no primeiro livro de receita, que minha mãe começou a escrever em 1955, com uma letrinha linda, de uma mocinha recém casada, cheia de sonhos...
Quantos sentimentos naquelas mãos, tão jovens e inexperientes, quanta vida pela frente, quanto amor no coração, fico imaginando...
Bem, vamos à receita:

Enroladinho de Queijo

  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 4 colheres de chá de fermento em pó
  • 1/2 xícara de leite
  • 1/2 colher de chá de sal

recheio:

  • 100 g de queijo parmesão ralado
  • 100 g de queijo prato ralado
  • 1 colher de sopa de manteiga

Mistura-se a farinha, a manteiga, o fermento e o sal, acrescenta-se o leite e deixa-se a massa descansar. À parte mistura-se os queijos e a manteiga.

Abre-se a massa, passa-se o recheio sobre ela, enrola-se e corta-se em rodelas não muito finas (as da foto foram cortadas muito finas). Coloca-se em tabuleiro e assa-se em forno quente.

Fica um biscoitinho muito bom para aperitivo.

Uma delícia com gosto de adolescência!

22:10 Neyma
Como promessa é dívida, após muitas pesquisas em livros de receitas antigos de minha mãe, encontrei a receita do enroladinho de queijo que comíamos em Brasília, as quartas-feiras quando meu pai ia almoçar em casa...lembram da história, não é?
Pois bem, encontrei a receita no primeiro livro de receita, que minha mãe começou a escrever em 1955, com uma letrinha linda, de uma mocinha recém casada, cheia de sonhos...
Quantos sentimentos naquelas mãos, tão jovens e inexperientes, quanta vida pela frente, quanto amor no coração, fico imaginando...
Bem, vamos à receita:

Enroladinho de Queijo

  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 4 colheres de chá de fermento em pó
  • 1/2 xícara de leite
  • 1/2 colher de chá de sal

recheio:

  • 100 g de queijo parmesão ralado
  • 100 g de queijo prato ralado
  • 1 colher de sopa de manteiga

Mistura-se a farinha, a manteiga, o fermento e o sal, acrescenta-se o leite e deixa-se a massa descansar. À parte mistura-se os queijos e a manteiga.

Abre-se a massa, passa-se o recheio sobre ela, enrola-se e corta-se em rodelas não muito finas (as da foto foram cortadas muito finas). Coloca-se em tabuleiro e assa-se em forno quente.

Fica um biscoitinho muito bom para aperitivo.

Uma delícia com gosto de adolescência!

quarta-feira, 6 de agosto de 2008


Em 1973 fomos morar em Brasília, eu tinha quinze anos e sair do Rio de Janeiro era tudo que eu não queria, mas...fazer o que? Lá fomos nós, meu pai tinha sido transferido e não havia outro jeito. Como detestei tudo, aquela cidade vermelha, tudo tão diferente, tão grande, tão longe...

Fui estudar na Escola Normal de Brasília, fiz muitas amigas e acabei me adaptando e quando penso nessa época me vem a cabeça os almoços de quarta-feira, que eram sempre mais caprichados por que era o dia que meu pai almoçava em casa. A comida de minha mãe fazia um enorme sucesso entre minhas amigas, e a cada quarta-feira uma se candidatava a ir almoçar lá em casa. O prato mais assiduo daqueles dias especiais era Bobó de Frango e Enroladinho de queijo. Gente, que delicia, o Bobó eu até ja fiz outras vezes, mas o enroladinho de queijo nunca mais comi.

Aqui está a receita do Bobó de Frango, vou ficar devendo a do enroladinho, mas vou resgatá-la com minha mãe e deixo aqui em breve.

Beijos a todos


BOBÓ DE FRANGO

  • 1 kg de peito de frango
  • 1 cebola picada
  • 3 dentes de alho amassados
  • sal e pimenta do reino
  • 1 lata de molho de tomate
  • 1 copo de leite
  • 1 colher de sopa de farinha de trigo
  • 1 lata de milho
  • 1 lata de creme de leite
Modo de Preparo:
Cozinhe o frango em agua temperada com sal, pimenta, alho e a cebola. Desfie em pedaços grandes e retorne à água do cozimento. Acrescente o milho com a água, o molho de tomate e o leite (reserve uma parte para dissolver a farinha de trigo).

Deixe ferver e acrescente a farinha dissolvida e deixe engrossar.

Na hora de servir junte o creme de leite.


19:20 Neyma


Em 1973 fomos morar em Brasília, eu tinha quinze anos e sair do Rio de Janeiro era tudo que eu não queria, mas...fazer o que? Lá fomos nós, meu pai tinha sido transferido e não havia outro jeito. Como detestei tudo, aquela cidade vermelha, tudo tão diferente, tão grande, tão longe...

Fui estudar na Escola Normal de Brasília, fiz muitas amigas e acabei me adaptando e quando penso nessa época me vem a cabeça os almoços de quarta-feira, que eram sempre mais caprichados por que era o dia que meu pai almoçava em casa. A comida de minha mãe fazia um enorme sucesso entre minhas amigas, e a cada quarta-feira uma se candidatava a ir almoçar lá em casa. O prato mais assiduo daqueles dias especiais era Bobó de Frango e Enroladinho de queijo. Gente, que delicia, o Bobó eu até ja fiz outras vezes, mas o enroladinho de queijo nunca mais comi.

Aqui está a receita do Bobó de Frango, vou ficar devendo a do enroladinho, mas vou resgatá-la com minha mãe e deixo aqui em breve.

Beijos a todos


BOBÓ DE FRANGO

  • 1 kg de peito de frango
  • 1 cebola picada
  • 3 dentes de alho amassados
  • sal e pimenta do reino
  • 1 lata de molho de tomate
  • 1 copo de leite
  • 1 colher de sopa de farinha de trigo
  • 1 lata de milho
  • 1 lata de creme de leite
Modo de Preparo:
Cozinhe o frango em agua temperada com sal, pimenta, alho e a cebola. Desfie em pedaços grandes e retorne à água do cozimento. Acrescente o milho com a água, o molho de tomate e o leite (reserve uma parte para dissolver a farinha de trigo).

Deixe ferver e acrescente a farinha dissolvida e deixe engrossar.

Na hora de servir junte o creme de leite.


terça-feira, 5 de agosto de 2008

Clássico em qualquer mesa brasileira ou portuguesa, uma sopa de ervilha é sempre uma forma certa de agradar. Procurei algo rapido e facil para fazer para o jantar e aí está, uma deliciosa sopa de ervilha

Ingredientes:
  • 1/2 kg de ervilha seca
  • 300g de carne seca
  • 1 linguiça portuguesa
  • 1 cebola grande picada
  • 4 dentes de alho amassados
  • 2 colheres de sopa de azeite

    Modo de preparo:
    Aferventar a carne seca umas tres vezes e cozinhar na pressão por 30 minutos. Reservar.
    Deixar a ervilha de molho por pelo menos meia hora. Cortar a linguiça em rodelas.
    Fritar o alho e a cebola, acrescentar a carne seca desfiada e a linguiça e deixar dourar um pouco.
    Acrescentar a ervilha e deixar cozinhar até desmanchar.
    Não precisa colocar sal.

    Espero que esteja boa...Momo ainda não chegou para o jantar.
    Facil e rapida!
20:27 Neyma
Clássico em qualquer mesa brasileira ou portuguesa, uma sopa de ervilha é sempre uma forma certa de agradar. Procurei algo rapido e facil para fazer para o jantar e aí está, uma deliciosa sopa de ervilha

Ingredientes:
  • 1/2 kg de ervilha seca
  • 300g de carne seca
  • 1 linguiça portuguesa
  • 1 cebola grande picada
  • 4 dentes de alho amassados
  • 2 colheres de sopa de azeite

    Modo de preparo:
    Aferventar a carne seca umas tres vezes e cozinhar na pressão por 30 minutos. Reservar.
    Deixar a ervilha de molho por pelo menos meia hora. Cortar a linguiça em rodelas.
    Fritar o alho e a cebola, acrescentar a carne seca desfiada e a linguiça e deixar dourar um pouco.
    Acrescentar a ervilha e deixar cozinhar até desmanchar.
    Não precisa colocar sal.

    Espero que esteja boa...Momo ainda não chegou para o jantar.
    Facil e rapida!
Por influência de minha avó e minha mãe, e por prazer, é claro, desde cedo me interessei pela cozinha, em saborear aquelas comidinhas que vinham acrescidas de muito amor e aprender a fazê-las. A cozinha em nossa família sempre foi um local de encontros, muitas conversas e celebrações. Lembro quando saía da escola, e em vez de ir para casa, ia para casa de minha avó e ela fazia especialmente para mim aquele bife a milanesa, fritinho na hora com pure de batata bem molinho...ai gente, que delicia!
Naquela época, só existia um programa de culinária na tv, da Ofelia. Como eu gostava...e ia anotando as receitas. Era uma senhorinha muito simpática que ensinava receitas simples e bem caseiras, uma pioneira na TV. Minha avó também gostava muito do programa dela, e via todos os dias.
Vai aqui, então, uma homenagem a esta culinarista pioneira de uma época em que a cozinha não estava tão em moda como hoje.
Acho que estou muito saudosa...Fazer o que, tempos bons são para serem lembrados.
Beijos a todos
13:28 Neyma
Por influência de minha avó e minha mãe, e por prazer, é claro, desde cedo me interessei pela cozinha, em saborear aquelas comidinhas que vinham acrescidas de muito amor e aprender a fazê-las. A cozinha em nossa família sempre foi um local de encontros, muitas conversas e celebrações. Lembro quando saía da escola, e em vez de ir para casa, ia para casa de minha avó e ela fazia especialmente para mim aquele bife a milanesa, fritinho na hora com pure de batata bem molinho...ai gente, que delicia!
Naquela época, só existia um programa de culinária na tv, da Ofelia. Como eu gostava...e ia anotando as receitas. Era uma senhorinha muito simpática que ensinava receitas simples e bem caseiras, uma pioneira na TV. Minha avó também gostava muito do programa dela, e via todos os dias.
Vai aqui, então, uma homenagem a esta culinarista pioneira de uma época em que a cozinha não estava tão em moda como hoje.
Acho que estou muito saudosa...Fazer o que, tempos bons são para serem lembrados.
Beijos a todos